AVALIAÇÃO DA GESTÃO COLEGIADA EM UMA MATERNIDADE DE ENSINO, NA PERSPECTIVA DOS GESTORES, COLABORADORES E USUÁRIOS

Autores

  • Maria Liduina Freitas Pinto Universidade Federal do Ceará
  • Maria do Socorro de Sousa Rodrigues Universidade Federal do Ceará

Palavras-chave:

Gestão colegiada, Maternidade-escola, Humanização da Assistência

Resumo

O Ministério da Saúde dedica aos hospitais de ensino a responsabilidade de formar profissionais alinhados com as diretrizes de humanização e assistência à saúde, e sugere que as mudanças em seus métodos de trabalho, utilizem como ferramenta a gestão colegiada. Este estudo avalia a dinâmica da gestão colegiada em uma maternidade-escola do Ceará, a partir da visão dos seus gestores, funcionários/servidores e usuários, destacando benefícios e fragilidades do percurso. O desenvolvimento desta pesquisa descritiva, caracterizada como um estudo de caso, de abordagem quantiqualitativa quanto ao problema, se deu por meio da aplicação de questionário junto ao público referido, e de um levantamento das manifestações realizadas pelos usuários por meio da ouvidoria da Instituição, no ano de 2018. As principais conclusões apontam que o maior benefício da gestão colegiada, na visão dos sujeitos, é o conhecimento e partilha dos problemas na unidade/instituição, a integração entre as categorias profissionais e a troca de saberes. Os resultados também deixaram evidentes fragilidades, como desconhecimento dos profissionais sobre a existência da gestão colegiada na referida maternidade-escola, baixa diversidade entre os que frequentam a reunião colegiada, poucas manifestações de usuários incluídas em pautas de reunião do colegiado e necessidade de capacitação dos seus atores.

Biografia do Autor

Maria Liduina Freitas Pinto, Universidade Federal do Ceará

Mestre em Políticas Públicas e Gestão da Educação Superior pela Universidade Federal do Ceará. Servidora da Maternidade Escola Assis Chateaubriand (MEAC).

Maria do Socorro de Sousa Rodrigues, Universidade Federal do Ceará

Doutora em Educação pela Universidade Federal do Ceará (2007), mestre em Educação pela Universidade Federal do Ceará (2003). Possui especialização em Planejamento Educacional pela UNIVERSO RJ (1996) e licenciatura em Filosofia pela Universidade Estadual do Ceará (1991). É professora do Mestrado POLEDUC da UFC e Coordenadora de Planejamento e Avaliação de Programas e Ações Acadêmicas na PROGRAD / UFC.Técnica em Assuntos Educacionais na UFC. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Avaliação e Planejamento, atuando principalmente nos seguintes temas: avaliação educacional, avaliação do ensino superior, avaliação de políticas públicas, avaliação institucional, valores humanos e ética. Atualmente, é Procuradora Educacional e Institucional (PI) na UFC e Pesquisadora Institucional da UFC (PI) para o Censo da Educação Superior.

Publicado

2020-06-19

Edição

Seção

Artigos